Identificando o hardware com dmidecode no Ubuntu

Olá pessoal!

Tenho visto muitos usuários correndo atrás de programinhas para identificar o hardware presente na máquina, os motivos são os mais variados, saber o chipset para instalar um driver por exemplo.

Geralmente, novos usuários do Ubuntu, acostumados com os programas do psedo-SO Windows procuram pelo “Everest” do Linux.

O Linux além de possuir programas gráficos para esta tarefa, já possui pré-instalado ferramentas que atendem muito bem à necessidade de se identificar o hardware presente. Estas ferramentas são usadas via terminal, em modo texto. Existem vários comandos que podem ser rodados para visualizar o seu hardware, alguns deles são:

$ lspci

$ lsusb

$ lshw

O que eu vou apresentar é o dmidecode, além dele mostrar o que os outros comandos mostram, ele vai mais fundo no silício de sua maquina, mostrando até a BIOS. =D

Vejamos um exemplo. Visualizando os dados da placa mãe para saber o fabricante e modelo:

guevara@guevara-desktop:~$ sudo dmidecode -t 2
[sudo] password for guevara:
# dmidecode 2.9
SMBIOS 2.3 present.

Handle 0×0002, DMI type 2, 15 bytes
Base Board Information
Manufacturer: ASUSTeK Computer INC.
Product Name: P5V-VM-ULTRA
Version: Rev 1.xx
Serial Number: MB-1234567890
Asset Tag: To Be Filled By O.E.M.
Features:
Board is a hosting board
Board is replaceable
Location In Chassis: To Be Filled By O.E.M.
Chassis Handle: 0×0003
Type: Motherboard
Contained Object Handles: 0

Lá está, fabricante Asus e modelo P5V-VM-ULTRA.

Eu disse que ele mostra a BIOS né? Então vejamos os dados da BIOS, em determinadas circustâncias, atualizar a BIOS resolve problemas em máquinas mais antigas.

guevara@guevara-desktop:~$ sudo dmidecode -t 0
# dmidecode 2.9
SMBIOS 2.3 present.

Handle 0×0000, DMI type 0, 24 bytes
BIOS Information
Vendor: American Megatrends Inc.
Version: 0702
Release Date: 02/02/2007
Address: 0xF0000
Runtime Size: 64 kB
ROM Size: 512 kB
Characteristics:
ISA is supported
PCI is supported
PNP is supported
APM is supported
BIOS is upgradeable
BIOS shadowing is allowed
ESCD support is available
Boot from CD is supported
Selectable boot is supported
BIOS ROM is socketed
EDD is supported
5.25″/1.2 MB floppy services are supported (int 13h)
3.5″/720 KB floppy services are supported (int 13h)
3.5″/2.88 MB floppy services are supported (int 13h)
Print screen service is supported (int 5h)
8042 keyboard services are supported (int 9h)
Serial services are supported (int 14h)
Printer services are supported (int 17h)
CGA/mono video services are supported (int 10h)
ACPI is supported
USB legacy is supported
LS-120 boot is supported
ATAPI Zip drive boot is supported
BIOS boot specification is supported
BIOS Revision: 8.12

E ai está, fabricante American Megatrends, versão 0702 e vários outros dados interessantes.

O dmidecode possui várias opções de parâmetros para visualizar diversos periféricos, rodando um man dmidecode podemos ver o manual de opções:

Type   Information
────────────────────────────────────────
0   BIOS
1   System
2   Base Board
3   Chassis
4   Processor
5   Memory Controller
6   Memory Module
7   Cache
8   Port Connector
9   System Slots
10   On Board Devices
11   OEM Strings
12   System Configuration Options
13   BIOS Language
14   Group Associations
15   System Event Log
16   Physical Memory Array
17   Memory Device
18   32-bit Memory Error
19   Memory Array Mapped Address
20   Memory Device Mapped Address
21   Built-in Pointing Device
22   Portable Battery
23   System Reset
24   Hardware Security
25   System Power Controls
26   Voltage Probe
27   Cooling Device
28   Temperature Probe
29   Electrical Current Probe
30   Out-of-band Remote Access
31   Boot Integrity Services
32   System Boot
33   64-bit Memory Error
34   Management Device
35   Management Device Component
36   Management Device Threshold Data
37   Memory Channel
38   IPMI Device
39   Power Supply

Repare que ele mostra realmente tudo em detalhes, uma ferramenta extremamente útil e que funciona de forma muito simples, bastando rodar um simples comando pelo terminal.

Se precisar ter a saída dos comandos num arquivo de texto, basta rodar o comando:

sudo dmidecode -t 2 >> placamae.txt

Esse comando irá gerar um arquivo placamae.txt em sua home, se quiser salvar em outro lugar basta navegar até a pasta com o comando cd ou complementar no próprio comando:

sudo dmidecode -t 2 >> /home/guevara/Documentos/placamae.txt

Dica simples mas muito útil.

Abraço!

About these ads

Sobre guevara2012
Analista de Sistemas e Desenvolvedor Web Gosto de aprender novas tecnologias e estar antenado com os acontecimentos no mundo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: